segunda-feira, janeiro 11, 2010

Felicidade


Sopra no ouvido
Vive por um segundo
Alegre pelo vivido
Mas triste lá no fundo
Exibindo um sorriso
Esconde sua amargura
Dona do paraíso
Procura uma alma pura
Do alto da fortaleza
Defende sua existência
Com medo de ficar presa
Espera com paciência
A vinda do cavaleiro
Senhor do sexto elemento
Que em todo o seu desejo
Lhe desperte o sentimento
Há muito tempo esquecido
Mais que tudo desejado
Embora nunca esquecido
Hoje por fim encontrado
Com nova luz em seu mundo
Raciocina como deve
Não perdeu por um segundo
Aquilo que sempre teve!!!

2 comentários:

B'Ross disse...

os textos sao teus? adorei : o a maneira como escreves

Lviz disse...

~muito bom Angelo :)

adorei este teu poema!

cumprimentos