terça-feira, maio 05, 2009

recordando

Ao ver-te partir, percebi
que no final nada aconteceu,
que nunca estivemos realmente!
Sempre nos isolamos de nos mesmos.
Tão cegos!
Iludidos por este sentimento pútrido
que um dia chamamos amor.
Frustrada tentativa de felicidade,
impregnada de sorrisos fúteis...
Não somos os mesmos agora!!
Nunca o fomos!

6 comentários:

Lua disse...

O teu espaço transporta para o leitor todos os teus sentimentos... Nem toda a gente consegue fazer isso... Parabéns! : )

tecas disse...

É bem verdade. Às vezes somos cegos... mas o facto de assumir a cegueira já é bom. Abre-se os olhos
para não se repetir o mesmo erro.
Gostei poeta e obrigado por ser meu seguidor.
Bji amigo

Mrs.Mendes disse...

Esta lindo o texto Angelo
*.*

Kiss

carla disse...

o poema ta fixe ....
mas a musica podia ser melhor ...
mas é a minha opiniao , como sabes nao gosto mt , loooool
mas continua k ta mt fixe o blog

té disse...

o poema ta fixe ..
a musica ta melhor ...
beijokas da mana ..

Fabiano Ribeiro e suas incursões na vida disse...

sentimentos desapercebidos,
acontece, muitas vezes !!!
a gente se confunde sem saber e acaba se perdendo ...
eh triste