sexta-feira, maio 15, 2009

poesia

Poesia
abismal sentido,infame prazer...
Grotesco erotismo......
hóó grito maldito da alma,
fantasia perversa do meu coração...
Pecaminosa,
como o meu pensamento...
Olhares furtivos, trocados às escondidas
por trás de cortinas de prazer..
Luxuria, sedente de uma palavra mais
saída da tua boca
sussurrada ao meu ouvido
no calor do teu abraço,
encantado no teu olhar..

9 comentários:

Manuel Morgado disse...

Angelo:
Deixa mas é a droga e anda comigo correr a volta da floresta.

Angelo Morgado disse...

ho phaaa ja falamos sobre isto....speed's não!!! kapinha feio!!!

Manuel Morgado disse...

Ja sabes como é que eu sou, quando fumo uma broca ponho os animais da floresta todos a correr.

Angelo Morgado disse...

hó leão tu es macaaaaaaaco!!

Susana Rodrigues disse...

Gostei!Como já te tinha dito,ao ler os teus poemas consigo identificar-me um pouco com eles...e deve acontecer o mesmo com as outras pessoas.Continua a escrever pois tens muito jeito para isso.Beijo.

Porcelain Doll disse...

A poesia... palavras que, entrelaçadas, libertam a alma e a deixam crescer!!

Beijinhos, obrigada pela visita, volta sempre!

carla mar disse...

aqui estou eu... a ler(-te)!... ;)

Lua disse...

Puras realidades....

Ana Lúcia disse...

Agradeço a visita ao meu cantinho!!!
Acho que tal como eu, partilha um enorme gosto pela poesia...
Gostei imenso dos textos do blog e prometo ser uma leitora assidua...
Cumprimentos